Tecnologia do Blogger.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

A inocência infantil

Postado por Clara e Nina às 10:23 0 comentários
Uma das coisas mais bonitas das crianças sem dúvida é a pureza e a inocência.

As crianças são ingênuas e verdadeiras. Elas falam coisas que muitas vezes deixam os adultos de cabelo em pé. Mas que por fim arrancam boas gargalhadas tamanha é a inocência em deixar de "filtrar certos desconfortos".

É muita maldade acabar com o sonho do Papai Noel e/ou coelhinho da Páscoa dos pequeninos, né?
E se falamos então da super pop star do momento Galinha Pintadinha!?!

Vê se pode uma coisa dessas:

Ah não! Não faz isso...
É de arrancar lágrimas de qualquer um.


Beijos das inocentes,
Clara e Nina

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Ser bom é ser desnecessária?!

Postado por Clara e Nina às 13:33 0 comentários
Tô confusa...
E com certeza, Mamãe está mais ainda.

Esse texto tem rolado na Internet por esses dias e alguns blogs já o publicaram também.
Vale a reflexão.

“A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar do tempo.
Várias vezes ouvi de um amigo psicanalista essa frase e ela sempre me soou estranha. Até agora. Agora que minha filha adolescente, aos quase 18 anos, começa a dar vôos-solo. Chegou a hora de reprimir de vez o impulso natural materno de querer colocar a cria embaixo da asa, protegida de todos os erros, tristezas e perigos. Uma batalha hercúlea, confesso. Quando começo a esmorecer na luta para controlar a super-mãe que todas temos dentro de nós, lembro logo da frase, hoje absolutamente clara. Se eu fiz o meu trabalho direito, tenho que me tornar desnecessária.
Antes que alguma mãe apressada venha me acusar de desamor, preciso explicar o que significa isso. Ser ‘desnecessária’ é não deixar que o amor incondicional de mãe, que sempre existirá, provoque vício e dependência nos filhos, como uma droga, a ponto de eles não conseguirem ser autônomos, confiantes e independentes.
Prontos para traçar seu rumo, fazer suas escolhas, superar suas frustrações e cometer os próprios erros também. A cada fase da vida, vamos cortando e refazendo o cordão umbilical. A cada nova fase, uma nova perda é um novo ganho, para os dois lados, mãe e filho. Porque o amor é um processo de libertação permanente e esse vínculo não pára de se transformar ao longo da vida.Até o dia em que os filhos se tornam adultos, constituem a própria família recomeçam o ciclo. O que eles precisam é ter certeza de que estamos lá, firmes, na concordância ou na divergência, no sucesso ou no fracasso, com o peito aberto para o aconchego, o abraço apertado,o conforto nas horas difíceis.
Pai e mãe – solidários – criam filhos para serem livres. Esse é o maior desafio e a principal missão. Ao aprendermos a ser ‘desnecessários’, nos transformamos em porto seguro para quando eles decidirem atracar.”
Márcia Neder

Após deixar o ego e a possessão de lado, ele faz todo o sentido.
Mas quem disse que é fácil?

É, ser mãe não é mole não...

Beijo da compreensiva,
Clara

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Dois e meio

Postado por Clara e Nina às 09:47 0 comentários
Por arredondamento, estamos as duas com dois e meio.

Sempre que alguém pergunta - e todo mundo pergunta - Mamãe e Papai respondem sem pestanejar:
"Minha mais velha tem 2 anos e meio. Minha caçula 2 meses e meio".

Adoro essas coincidências de números...

Clarinha nasceu dia 27 do 11 do 10
Eu nasci 20 do 01 do 13... Dá pra tirar mais coincidências daí?

Os números um pouco se parecem e deixam apenas o 7 (no caso da Clara) e o 3 (no meu caso) como destaque. Já podemos pensar em números da sorte então, né? 
A-DO-RO!!!! hehehe

Papai amou que Clara tenha nascido em 2010. Ele diz, que assim como ele (que nasceu em 1970), fica fácil de fazer as contas da idade.
Mamãe amou que eu nasci em 2013. Treze sempre foi o número da sorte dela, que nasceu dia 13 e tem esse número sempre de forma muito positiva em sua vida.

Voltando aos dois e meio, já já ele sairá da minha realidade... Estou beirando os 3 meses.
Já a minha irmã continuará com ele por mais tempo, que somente se transformará em 3 em meados de Novembro. 3 anos!

Nossa, contar tempo é muito doido, heim...
Os números se transformam; eles vão crescendo e depois voltam a ser uma unidade. 
São horas, dias, semanas, meses, anos... e muitas outras divisões: menores (segundos, minutos,...) e maiores (bimestres, semestres, décadas, séculos).

Quero aprender tudo!
E quero me atentar para essas coincidências sempre que ocorrerem.

Vocês conseguem já pensar em outros casos interessantes?
Me conta. Adorei essa brincadeira com os números.

Beijos da contadora de números (e estórias),
Nina

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Escovando os dentes

Postado por Clara e Nina às 11:11 0 comentários
Já faz tempo que Mamãe e Papai compraram escova de dentes pra mim e começamos a usá-la todas as manhãs.

Eu adoro!
Sempre que vejo alguém escovando os dentes, peço a minha escova e começo a fazer eu mesma a minha escovação (se faço bem feita, aí é outra estória... hehehe).

De um tempo pra cá, eu comecei também a pedir ajuda de algum adulto. Mostro os dentinhos e aviso logo: 1 minuto é o meu limite; nada de passar horas com esse negócio dentro da minha boa não.



Buscando na Internet, achamos AQUI uma reportagem muito boa sobre os dentes das crianças. Vale a pena ler!

Beijos da higiênica,
Clara

segunda-feira, 1 de abril de 2013

A história da Páscoa pelas crianças

Postado por Clara e Nina às 08:45 0 comentários
Um vídeo muito lindo que conta do nosso jeitinho o significado da Páscoa.

"Um vídeo maravilhoso encenado só por criancinhas contando a história da Páscoa baseada no Novo Testamento. Vale a pena compartilhar, encaminhar, divulgar.... O mundo precisa de mais mensagens de amor como essa."

A voz gostosa, inocente e fofa das crianças é simplesmente a coisa mais "oooowwwnnn" desse mundo!

video


Feliz Páscoa pra todos!!!

Beijos das coelhinhas,
Nina e Clara

 

O dia-a-dia das pequenas Clara e Nina Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea